Estilo clássico Oriental com véu, caracterizado por grandes deslocamentos, giros e leitura musical respeitando a sonoridade de cada instrumento da música árabe inspirando elegância e delicadeza. Estilo de música moderna caracterizada por marcações contínuas, coreografia inspirada pelo clima de romantismo trazido pela música. Estilo bem popular no Egito que caracteriza a dança popular urbana, utilizando a maioria dos movimentos da dança tradicional, porém tendo um caráter mais despojado. Dança do pandeiro é executada com muita alegria, agilidade e delicadeza. A bailarina bate o pandeiro em diversas partes do corpo trazendo uma diversidade para sua dança. Dança Moderna traduzindo os movimentos tradicionais da dança de forma descontraída num ritmo contagiante. Tribal Fusion é uma dança que mistura danças étnicas entre elas o Flamenco e a Dança Clássica Indiana, mantendo sempre a Dança do Ventre como base principal. A coreografia têm o objetivo de mostrar a destreza dos movimentos a partir da imagem de uma boneca. Música Clássica com derbaque. Coreografia com o objetivo de mostrar a suavidade, delicadeza e elegância através do véu, em contrapartida os movimentos fortes e marcados ao som da percussão árabe (derbaque). Coreografia estilo moderna, explorando a base da dança através de movimentos simples e graciosos ao som de uma suave melodia. Coreografia estilo moderna caracterizando uma música mais pop possibilitando uma coreografia mais descontraída e despojada. Coreografia Said, caracterizando o folclore da região do Sul do Egito, dança contagiante que representa a alegria e festividade do povo árabe. Percussão árabe, dança caracterizada pelos movimentos controlados e marcados, representandos pela sonoridade do derbaque, instrumento de percussão árabe, que impressiona e contagia a todos que assistem. Fusão Dança Árabe com Dança Latina, os movimentos da dança árabe interpretados ao som da música latina, proporcionando elementos impactantes, exuberantes e marcantes fazendo uma ´grande mistura ritmos e interpretações. Clássica Oriental, dança caracterizada por giros, deslocamentos, elementos que transmitem domínio e leveza. Coreografia que simboliza o outono ventos ás vezes brando, mas que ao passar traduzem controle e harmonia. Coreografia Clássica com véus, caracterizada pela elaboração de movimentos diversificados com o véu de seda, proporcionando a idéia da movimentação e mobilidade do tecido através do vento.  O véu Leque trata-se de um acessório na dança de origens mais modernas, com movimentos bem aéreos, que nos trazem a imagem de voarmos bem longe. Coreografia com véus, movimentos simples, delicados e envolventes. Coreograia que simboliza a brisa, movimentos encantadores gerados a partir desta fluidez dos ventos. Estilo tarab, uma dança interpretativa, que entrega fortes e profundas emoções. Coreografia representando o início do inverno uma grande mudança prosperando transformações. Coreografia dinâmica representando o outono com ventos constantes e diferentes temperaturas ao longo do dia, como a música clássica, diferentes nuances ao longo da melodia. Coreografia com véus movimentos suaves e delicados. Coreografia representando as gerações o fluxo da vida entre a gestação, mães e filhas. Dança tribal com movimentos fortes, marcantes, com muita dissociação corporal, coreografia representando a nevasca, avassaladora que chega com um grande impacto, inesperado pelo desconhecido no entanto encantador e impressionante para todos que presenciam. Dança com a espada, coreografia que mostra as habilidades acrobáticas, pontos de equilíbrio possíveis para a utilização deste acessório em cena que  se remete ao controle, confiança e a força interior de cada mulher. Estilo de música árabe com tendência espanhola. Música forte que apresenta o som das castanholas, movimentos suaves e impactantes. União e harmonia, finalização do espetáculo. http://www.dhteumeuleu.com/